Atelier de Objectos
Atelier VATe 2006/2007 - Vamos brincar ao Teatro! – II

Descrição

1 - Apresentação do atelier
Tempo de duração total; partilha de experiências na área da expressão dramática; lançamento do desafio de prepararem a sua própria peça, após a nossa partida

2 - Abordagem ao mundo do objecto
1º Exercício, os objectos invisíveis: O monitor simula amassar uma massa invisível a partir da qual cria vários objectos como exemplo (uma espada, um lápis, um chapéu, etc.). Entrega então um desses objectos simulados a uma criança, que o torna novamente em massa "disforme" e dela faz nascer um novo objecto que vai entregar a um colega e assim sucessivamente.
Objectivo: Aquecer o músculo da imaginação.

2º Exercício, o dominó de objectos: São espalhados no chão vários objectos de uso comum (espanadores, escovas, canos, pás, buzinas, etc.), que as crianças observam. É-lhes pedido que construam um dominó de objectos: agrupar objectos com características comuns (material de que são feitos, cor, utilização, textura, ou outras características que a imaginação descubra). Um de cada vez, as crianças escolhem um objecto, agrupam-no às extremidades do dominó e explicam o que consideram comum entre eles.
Objectivo: Primeiro contacto com o objecto e as suas características. Exploração dos sentidos.

3º Exercício, o objecto/personagem: Cada um escolhe um objecto que o cative por qualquer razão dando-lhe uma identidade própria, por exemplo, "o meu funil é uma senhora muito magra, com uma saia muito grande", explorando os seus movimentos, os seus sons ou voz e o seu olhar.
Objectivo: Caracterização do personagem e inicio à manipulação.

3 - Brincar ao teatro de objectos
O grupo é dividido em três grupos mais pequenos. Cada grupo segue um monitor. Através da estimulação da imaginação e do espírito lúdico (o monitor conta uma história, ou as próprias crianças inventam uma), as crianças são convidadas a brincar com o objecto que previamente seleccionou, a levá-lo a interagir com os objectos dos colegas e a construir um pequeno enredo, com princípio, meio e fim.

4 - Conclusão
Conversa final. Reflexão conjunta sobre as actividades desenvolvidas, colocação de dúvidas e comentários. Reforço do desafio. Despedida.

Ficha Técnica

Designação: Vamos brincar ao Teatro! – atelier de experimentação artística na área do Teatro
Concepção: Jorge Soares, Luísa Silva e Carla Dias
Duração: 120 minutos
Nº de participantes: 30 (máximo)
Monitores: Jorge Soares, Luísa Silva e Carla Dias
Tema: Ambiente
Técnica: Manipulação de objectos
Condições de realização: sala de aula grande (ou espaço semelhante); 3 mesas de trabalho